Disturbed – Indestructible

null
 
1. “Indestructible” 4:38
2. “Inside the Fire” 3:52
3. “Deceiver” 3:49
4. “The Night” 4:46
5. “Perfect Insanity” 3:57
6. “Haunted” 4:42
7. “Enough” 4:20
8. “The Curse” 3:25
9. “Torn” 4:09
10. “Criminal” 4:16
11. “Divide” 3:36
12. “Façade” 3:45

Bonus Tracks

13. “Run” 3:13
14. “Parasite” 3:25
15. “Stricken (Live At the Riviera)” 4:27
16. “Down With the Sickness (Live At the Riviera)” 5:14
17. “Just Stop (Live At the Riviera)” 3:51
18. “Stupify (Live At the Riviera)” 4:22
19. “Midlife Crisis (Faith No More Cover)” 4:07

 

Os mais atentos estarão neste momento a questionar este meu post pelo simples facto de eu já ter mencionado esta banda norte-americana no Clube Manager Portugal, no tópico “Recomendações”.  De qualquer maneira a minha intenção aqui é aprofundar a abordagem e dar a conhecer tanto quanto possível esta banda, assim tanto os user’s do CMPT como os leitores deste blog poderão usufrir da melhor forma esta minha pequena abordagem sobre o grupo de Chicago.

Os Disturbed são uma banda norte-americana do estado Illinois mais concretamente de Chicago. Eles foram formados em 1996 mas só em 2000 conseguiram editar o primeiro trabalho, The Sickness de seu nome, que pretendo abordar no futuro aqui neste nosso espaço.

Este álbum, Indestructible, foi editado em Junho de 2008 e é o mais recente trabalho do quarteto. Com este álbum a banda consegue alcançar um feito apenas alcançado por outras cinco bandas em todo o Mundo, que consistiu em conquistar pela terceira vez consecutiva o primeiro lugar na Billboard 200. Os outros dois primeiros lugares haviam sido alcançados com os álbuns Believe e Ten Thousand Fists.

O álbum foi produzido pela própria banda tendo sido o guitarrista da banda, Dan Donegan, responsável pela produção do mesmo, enquanto que o vocalista David Draiman e o baterista Mike Wengren fizeram o papel de co-produtores.

O álbum é considerado o trabalho mais “obscuro” que a banda fez até ao momento, envolvendo experiências (algo más) do vocalista David Draiman no processo de criação das letras.

Agora irei citar algumas frases que o vocalista David Draiman criou para explicar o sentido das letras das músicas que incorporam este álbum.

Indestructible: “An anthem for soldiers. It’s meant to be something that would make them feel invincible, take away their fear, make them strong and that’s what this whole body of work on this record does. It’s music to help you feel strong.”

Deceiver: “About really bad relationships”

Inside This Fire: “Standing over the body of my girlfriend, who just killed herself, and the Devil is standing over me, whispering in my ear to kill myself.”

 The Night: “Just kind of meant to portray the night almost like a living entity that sets you free. You’re enveloped by it, enmasked by it.”

Perfect Insanity: “Toying with the idea of insanity. Coming at you from the perspective from the individual who is [insane] and warning people around him, particularly his love interests, about his psychotic tendencies.”

Divide: “Is meant to detract from the idea ‘oh, let’s all be one, let’s all be united!’ Fuck that, be yourself, be an individual, stand out, make your mark, make an impact.”

Façade: “A song from the perspective of a girl in a relationship where she’s abused … she’s thinking about killing him, like you see on the news.”

 

Links úteis:

http://en.wikipedia.org/wiki/Indestructible_(Disturbed_album)

http://www.disturbed1.com/

http://www.myspace.com/disturbed

 

Tiago Moreira

Anúncios

~ por Tiago Moreira em 18/03/2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: